Lei dos Homens

 
 

02 mai. Atualizado em: 02/05/2012 15:53h
Categoria: [Notícias]

Atos vão cobrar instalação da Comissão da Verdade

No próximo dia 18, a lei que criou a Comissão da Verdade
completa 6 meses e ainda não saiu do papel

Por Lei dos Homens – Alzimar Ramalho

Nesta quinta-feira (3) serão realizadas manifestações em São Paulo e no Rio de Janeiro para exigir a imediata instalação da Comissão Nacional da Verdade. A lei foi sancionada no dia 18 de novembro de 2011 e até hoje a presidente Dilma Rouseff não divulgou a lista dos sete membros que serão responsáveis por sistematizar as informações e responsabilizar os envolvidos em crimes políticos ocorridos durante a ditadura.

Em São Paulo, a concentração será na frente da Igreja do Santíssimo Sacramento, às 8h30, na rua Tutóia nº 1125, e os participantes seguirão até o antigo ¨Destacamento de Operações de Informações – Centro de Defesa Interna ¨ (DOI-Codi), usado como centro de torturas e assassinatos.

No Rio de Janeiro o evento está sendo organizado pelo “Coletivo RJ Memória, Verdade e Justiça” e será realizado às 12h em frente ao antigo Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), na Rua da Relação nº 40.

A novela da lista

“Toda semana alguém da imprensa divulga uma lista de nomes e a novela se renova. São especulações e só vou acreditar quando forem publicados oficialmente os nomes dos integrantes”, ressalta o jornalista Pedro Pomar, membro do Comitê Paulista pela Memória, Verdade e Justiça.

Ele não entende porque a presidente Dilma está demorando tanto em dar início aos trabalhos, já que grupos ligados aos direitos humanos e aos familiares de mortos e desaparecidos por crimes políticos enviaram dezenas de nomes de alta qualidade, e ela tem condições de montar uma “excelente comissão”. “Não há necessidade de buscar nomes para fazer média com partidos que perderam e eleição ou que estejam se desmoronando em cataratas e cachoeiras”, alfinetou.

Pomar ressalta que os integrantes da comissão terão de enfrentar os militares, comprometer-se com a verdade dos fatos e estar dispostos a enfrentar as estruturas de poder. “Se o [ex-presidente] Fernando Henrique Cardoso for nomeado, por exemplo, vou ser obrigado a criticar a presidenta, pois em seu governo houve mais estagnação do que avanços nessa área”. Ele lembrou que o primeiro ato de FHC, foi “jogar o exército em cima da greve dos petroleiros”.

 

 

 

  • Miguel Álvares Cardoso disse:

    Quase que semanalmente aparecem pessoas na imprensa dizendo-se ex-torturadores sem que ninguém liga para o que dizem. Parece que essa Comissão da Verdade foi criada para dar evidencias a algumas pessoas que a criaram. Enquanto isso, vão aparecendo as chacotas sobre o assunto a ponto de criminosos rorturadores escarnecerem deste instituto.

Para enviar comentário sobre o post, preencha o formulário abaixo:

*

*Todos os campos são obrigatórios.